Ministrantes

Thomas Roeper

O professor Thomas Roeper, do Departamento de Linguística da Universidade de Massachusetts Amherst, trabalha principalmente com abordagens teóricas voltadas para a Aquisição da Linguagem e Morfologia. Seu trabalho atual tem como foco a aquisição do wh-movement. Em Morfologia, tem focalizado a questão dos argumentos implícitos, Morfologia Produtiva e regras léxicas.

E-mail: roeper@linguist.umass.edu

 

Luiz Amaral

Professor de Linguística Hispânica na Universidade de Massachusetts Amherst. Trabalha com bilinguismo e aquisição de segunda língua, Linguística Aplicada e línguas nativas brasileiras. Tem como interesse investigar as interfaces entre a Aquisição da Linguagem, a educação bilíngue e documentação de língua nativa, revitalização e manutenção de línguas.

E-mail: amaral@umass.edu

 

Masayoshi Shibatani

Professor do Departamento de Linguística da Rice University, em Houston, nos Estados Unidos. Ph.D. em Linguística e especialista nas áreas de Tipologia Linguística, Universais Linguísticos, Sintaxe, entre outras.

E-mail: shibo@rice.edu

 

Robert D. Van Valin Jr.

Professor de Linguística Geral na Universidade Heinrich Heine em Düsseldorf, Alemanha. Sua pesquisa está focada em Linguística Teórica, especialmente a teoria sintática e as teorias da aquisição da sintaxe e do papel da teoria sintática em modelos de processamento de sentenças. Pesquisou duas línguas indígenas americanas, Lakhota (Siouan) e Yatee zapoteca (Oto-Mangueano).

E-mail: vanvalin@buffalo.edu

 

Anja Latrouite

Professora da Heinrich Heine University Düsseldorf. Atua nas áreas de Semântica Lexical, decomposição lexical, estrutura argumental e linking, línguas morfologicamente complexas e seu desenvolvimento, informação e estrutura do discurso, entre outras.

E-mail: latrouite@phil.uni-duesseldorf.de

 

Francisco Queixalós

Professor de Linguística Geral na Universidade de Paris IV (Paris-Sorbonne). Tem doutorado em Letras e Ciências Humanas - Universidade de Paris IV (Paris-Sorbonne). É pesquisador no Center National de la Recherche Scientifique e no Institut de Rechierche pour le Développement (França).

 

Sabine Reiter

Professora do Programa de Pós-Graduação em Letras, na Universidade Federal do Pará (UFPA), também atua como Diretora da Casa de Estudos Germânicos, da mesma Universidade. Desenvolve pesquisas na área de descrição e documentação de línguas indígenas sul-americanas, como as línguas Tupi e Pano. Também realiza estudos no âmbito da Tipologia Linguística, prática e metodologia de documentação linguística, Sociolinguística, entre outros.

E-mail: sabine_reiter@yahoo.com

 

Hein Van der Voort

Pesquisador do Museu Paraense Emílio Goeldi/Ministério de Ciência e Tecnologia/Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (MPEG/MCT/CNPq). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, atuando nos seguintes temas: línguas indígenas do Brasil, descrição e comparação linguística, documentação linguística e etno-histórica.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8723849507527234

 

Denny Moore

Pesquisador do Museu Paraense Emílio Goeldi/Ministério de Ciência e Tecnologia/Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (MPEG/MCT/CNPq). Sua área de atuação é em línguas indígenas da Amazônia brasileira, especialmente do Tronco Tupi, na Sintaxe, Linguística Diacrônica, Fonologia e documentação.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0606020908708660

 

Kanavillil Rajagopalan

Professor na área de Semântica e Pragmática das Línguas Naturais da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Nasceu na Índia, onde obteve B.A. em Literatura Inglesa (Universidade de Kerala), M.A. em Literatura Inglesa (Universidade de Delhi) e M.A. em Linguística (Universidade de Delhi). Estudou Linguística Aplicada na Universidade de Edimburgo, Escócia. É Doutor em Linguística Aplicada (PUC-SP) e Pós-Doutor em Filosofia da Linguagem (Universidade da Califórnia, Berkeley, EUA).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6104206257770278

 

Thaïs Cristófaro

Professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é representante do Comitê Assessor do CNPq na área de Linguística e atua no Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos (POSLIN), vinculada à linha de pesquisa: Fonologia. Sua atuação profissional tem caráter multidisciplinar, sobretudo vinculando-se à Linguística Teórica e Aplicada, com ênfase em Fonologia, Fonoaudiologia e tecnologia de fala.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7930553282818807

 

Sergio Meira

Pesquisador da Radboud University Nijmegen, RUN, Holanda. Possui mestrado e doutorado em Teoria e Análise Linguística pela Rice University. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: descrição linguística, Linguística Histórica, línguas Karíb, línguas Tupi, línguas sul-americanas, Fonologia e Morfologia.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5899516033961856

 

Maria José Foltran

Professora do Departamento de Linguística, Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade Federal do Paraná. Fez graduação e mestrado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), tem doutorado em Linguística pela Universidade de São Paulo (1999), pós-doutorado na UFSC (2005) e pós-doutorado no Consejo Superior de Investigaciones Cientificas, Madrid/Espanha (2012). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase na interface Sintaxe-Semântica, atuando principalmente nos seguintes temas: predicação (small-clauses e predicados secundários), estrutura argumental, Semântica de eventos. De 2009 a 2011 foi presidente da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2818603108372922

 

José Gaston Hilgert

Professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie-São Paulo. Fez seu doutorado em Letras (Filologia e Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo (USP) em 1989 e pós-doutorado na Universidade de Freiburg (Alemanha), (1995 a 1996), e no Institut für Deutsche Sprache (IDS), Mannheim (Alemanha), (2010). Atua na área de Linguística, com ênfase em estudos da enunciação e na descrição do português falado do Brasil, Análise da Conversação, compreensão, descrição do português falado, ensino do português, enunciação, estratégias de construção do texto falado, interação, leitura e interpretação textual, língua falada, paráfrase, problemas de compreensão.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4255785040813204

 

Maria Luiza Braga

Professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Licenciou-se em Letras: Português-Inglês pela Universidade Federal de Uberlândia (1964), tem mestrado em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1978) e doutorado em Linguística pela University of Pennsylvania (1982). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: português do Brasil, gramaticalização, categorias cognitivas e orações adverbiais.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8272663875722524

 

Maria da Conceição Paiva

Professora do Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro integrante do grupo PEUL desde 1980. Possui graduação em português/inglês pela Faculdade de Letras de São João Del Rei (1977), mestrado em Linguística e doutorado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Sociolinguística e Dialetologia e de Análise Linguística de orientação Funcionalista. Atua principalmente na área de variação e mudança linguísticas, abordando temas como mudança fonológica, gramaticalização, ordenação de constituintes, principalmente dos circunstanciais locativos e temporais. No momento, dedica-se à análise das mudanças no quadro de conectores causais do português em análise diacrônica.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7796134210271116

 

Sírio Possenti

Professor no Departamento de Linguística da Universidade Estadual de Campinas. Graduou-se em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), fez mestrado e doutorado em Linguística na Universidade Estadual de Campinas. Atua em diversas áreas da Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, principalmente na sub-área da Análise do Discurso, em especial nos campos do humor e da mídia.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0113877782649597

 

Marcus Maia

Professor da área de Linguística do Departamento de Linguística da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenador do Programa de Pós-graduação em Linguística da UFRJ. Tem doutorado em Linguística pela University of Southern California (1994). Realizou estágio de pós-doutorado na área de Processamento da Linguagem como pesquisador visitante na City University of New York (CUNY). Foi professor visitante no Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da University of Massachusetts, Amherst, em 2012. Coordena o Laboratório de Psicolinguística Experimental (LAPEX), do qual é fundador. Coordenou o Grupo de Trabalho de Psicolinguística da ANPOLL no biênio 2006-2008. Atua nas áreas de Psicolinguística, Teoria e Análise Linguística e línguas indígenas brasileiras, desenvolvendo pesquisas e orientando projetos sobre processamento sintático e lexical, teoria da gramática, línguas indígenas brasileiras, distúrbios da linguagem.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5255639474753759

 

Roberto Baronas

Professor no Departamento de Letras e no Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Possui graduação em Letras (1994) pela Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário do Araguaia em Pontal do Araguaia; doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus de Araraquara (2003). Fez doutorado sanduíche na Université Paris Est (Créteil-Val de Marne-França), no Centro de estudos de discursos, imagens, textos, escritos e comunicação - CÉDITEC (2003).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4613001301744682

 

Cléo Vilson Altenhofen

Professor do Setor de Alemão/Departamento de Línguas Modernas e no Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui graduação em Letras (1986) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); mestrado em Letras pela mesma Universidade (1990); doutorado em Germanística pela Johannes Gutenberg-Universität de Mainz, Alemanha (1995) e pós-doutorado na Christian Albrechts-Universität de Kiel, Alemanha (2003-2004), com bolsa da Fundação Alexander von Humboldt. Atua nas linhas de pesquisa de Linguagem no Contexto Social e Aquisição da Linguagem, abordando temas ligados às áreas de Sociolinguística e Dialetologia e Política Linguística, entre os quais plurilinguismo e contatos linguísticos, línguas minoritárias no Brasil, geolinguística, atlas linguístico-contatual, variação e mudança linguística, línguas de imigração (com ênfase no contato alemão-português), bem como questões de Política Linguística e educação plurilíngue.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2211581098892916

 

Antônio Carlos Xavier

Professor em Linguística do Departamento de Letras da UFPE. Pós-doutor em hipertexto, linguagem e retórica digital (2012) pela Universidade de Paris-VIII (França); Doutor em Linguística (2002) pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Mestre em Letras (1995) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atua nas áreas de Linguagem-Educação-Tecnologia, Semântica, Pragmática, Filosofia da Linguagem e Linguística de Texto. Atua na área de hipertexto, tecnologia, aprendizagem, letramento, retórica e cultura digital, temas voltados para a construção de teoria e da prática de formação docente.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7621453362859742

 

Miguel Oliveira Junior

Professor de Linguística na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Doutor em Linguística pela Simon Fraser University (Vancouver, Canadá). Trabalhou como pesquisador associado na Universidade do Sul da Dinamarca (Odense, Dinamarca), no Instituto de Linguística Teórica e Computacional, ILTEC (Lisboa, Portugal), na Universidade de Manchester (Inglaterra, Reino Unido), no Instituto Max Planck de Atropologia Evolucionária, MPI (Leipzig, Alemanha), na Universidade de St Andrews (Escócia, Reino Unido) e no FitchLab, da Universidade de Viena (Viena, Áustria). É pesquisador associado ao Language Lab, no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, MIT. Atua principalmente nas seguintes áreas: prosódia, Fonética Experimental e Documentação Linguística.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2507102865905963

 

Suzi Lima

Professora na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Possui bacharelado e licenciatura em Letras (Linguística/ Português) pela Universidade de São Paulo (2005). É mestre em Linguística pelo programa de pós-graduação em Semiótica e Linguística Geral da Universidade de São Paulo (2008). Tem doutorado em Linguística pela University of Massachusetts, Amherst e realizou seu pós-doutorado na Harvard University (2014). Tem experiência e produção nas áreas: semântica formal, psicolinguística, aquisição da linguagem e documentação e análise de línguas indígenas.

Email: suzilima1@gmail.com

Site: http://suzilinguist.wordpress.com

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4962204381218422